Menos de 85% dos pastores tem formação teológica

O número de evangélicos cresceu de maneira assustadora no século passado. Pelo menos 75% é da África, Ásia ou são da América do Sul. Mesmo não sendo possível calcular ao certo o número de evangélicos, especialistas dizem que existe cerca 2,2 milhões de igrejas evangélicas espalhadas pelo mundo. Do total desse número eles acreditam que 85% dessas igrejas sejam lideradas por pessoas sem formação teológica.

A falta de formação acadêmica proporciona distorções de interpretações absurdas do texto Sagrado, imaturidade espiritual, “jeitinho brasileiro” na administração da igreja,  é uma forma de navegação social tipicamente brasileira, onde o indivíduo utiliza-se de recursos emocionais – apelo e chantagem emocional, laços emocionais e familiares, etc. – para obter favores para si ou para outrem. Grande parte desses líderes manipula os seus liderados com argumentos esfarrapados para dificultar o treinamento teológico dos vocacionados que querem estudar teologia. Não dão apoio implicitamente na tentativa de fazê-los desistir do estudo. O comum é o medo de perder o poder e de ser questionado pós púlpito com indagações e perguntas que não saberão como responder. Segundo os estudiosos, apenas 10% dos pastores cursaram uma faculdade e um curso teológico. Mesmo em meio a tanta dificuldade, o número de cristãos cresce a cada dia, porém, a falta de preparo teológico é algo preocupante na maioria das igrejas evangélicas brasileira sérias. O problema é latente na hora que esse líder vai instruir a igreja. Normalmente abandonam o texto bíblico e vão falar argumentos em favor das tradições como usos e costumes e outros.

A Organização The Gospel Coalition (TGC), lançou uma campanha mundial para acabar com o que chamam de “Fome de Bíblia”. O objetivo é incentivar pastores de algumas regiões onde existem muitos líderes sem formação para estudar. Esses são locais chamados de “Subnutridos Teologicamente”, como é o caso no Brasil e em todo o Hemisfério Sul. Aqui, é um cáos na maioria das denominações evangélicas o descuido dos pastores com a formação e qualificação ministerial através de um Seminário Teológico.

A TGC tem levantado recursos no meio gospel com pessoas comprometidas para oferecer treinamento para tradutores, criar parcerias com editoras e centros de treinamentos missionários para garantir meios de permitir que novos líderes tenham acesso a recursos bíblicos, através de materiais impresso e digital. Como hoje apenas 33% da população em todo o mundo têm acesso à internet, é preciso conseguir conteúdo para formação acadêmica que sejam mais baratos.

Também está sendo levantada a possibilidade de conseguir levantar em curto prazo e enviar missionários que sejam especializados no treinamento teológico, para tentar ajudar a diminuir o número de pastores sem qualquer tipo de formação teológica ao redor do mundo.

Graças a Deus que Deus nos ofereceu para a CIADSETA-TO., o Seminário Teológico Adonai que está qualificando com formação acadêmica de qualidade pastores, missionárias, evangelistas, presbíteros e diáconos para melhor servirem a Seara do Mestre.

Se você tem chamada de Deus venha estudar conosco, procure a Secretaria da CIADSETA com o Pr. Willame 3215-1019.

Fonte:  Disponível em: <http://www.gpsgospel.com.br/menos-de-85-dos-pastores-tem-formacao-teologica> Acesso em: 15mai2014.